Sign In
Dia do Professor

Transformação pela Educação


Programas da FCA fortalecem a formação de professores e alunos e reconhecem o ambiente escolar como força de mudança das comunidades

17 de outubro de 2019 - A educação tem o poder de ampliar horizontes e modificar realidades. Nesse contexto, o professor atua como protagonista ao compartilhar conhecimentos que vão impactar não apenas a vida dos seus alunos, mas de toda a comunidade em que eles estão inseridos. Ciente do papel da escola e dos educadores como forças motrizes na transformação social, a FCA mantém como estratégia, desde 2014, o fomento a programas de apoio à educação, por meio de uma rede de parcerias.

Ao todo, são quatro programas em desenvolvimento nos estados de Minas Gerais, Paraíba e Pernambuco que buscam aprimorar a capacidade didática de docentes e trazer para o ambiente escolar práticas diferenciadas. São eles: Rota do Saber, Vozes Daqui, Educação Ambiental nas Escolas e e.DO Learning Center. “O investimento em educação impacta positivamente outras áreas relevantes, como saúde e segurança. A melhoria geral de uma comunidade passa, invariavelmente, pela formação das pessoas”, observa Fernando Elias, coordenador de projetos sociais da FCA.

Alunos de Igarassu

Rota do Saber

A cidade de Igarassu, em Pernambuco, foi a primeira a receber a metodologia do programa Rota do Saber. Após a aplicação de um diagnóstico para elencar as fragilidades e prioridades das escolas, o programa prevê o apoio à qualificação dos professores em disciplinas como Português e Matemática e a avaliação semestral dos alunos, tendo como indicador o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), mensurado pelo Ministério da Educação, que vai de 0 a 10.

Fernando Elias

“Ao oferecer uma formação continuada, o programa contribui para que o professor exerça melhor seu papel em sala de aula. Mas essa preparação também se estende a outros atores, como diretores e técnicos da Secretaria de Educação da cidade”, detalha Fernando (foto).

Em 2015, a realidade da Escola Municipal Cecília Maria Vaz era bem difícil. “Sofríamos com muitas deficiências. Nosso índice no Ideb era bem baixo, em torno de 1,9, e a taxa de evasão girava em torno dos 30%”, recorda João Lucas Pinheiro da Silva que, na época, era gestor da unidade. O professor, que atualmente é técnico da Secretaria de Educação de Igarassu, atribui ao Rota do Saber os bons resultados que a escola apresenta hoje. “Com as formações, aprendemos a fazer uma educação mais assertiva, que inclui os pais dos estudantes no papel de coeducadores. Em 2017, o Ideb da escola saltou para 4,6 e para este ano, quando haverá nova medição, estamos projetando um crescimento para 5,6. A taxa de evasão caiu a zero e temos fila de espera de interessados em ingressar nessa escola”, comemora João Lucas.


Múltiplas vozes

O programa Vozes Daqui, lançado em agosto deste ano, atua fortemente na relação das escolas com a comunidade do seu entorno. “O Vozes Daqui propõe atividades de melhoria do ambiente escolar e da relação da população com esse espaço. Dessa forma, alunos, professores e comunidade reforçam seu vínculo com a escola e passam a cuidar, proteger e defender um espaço muito importante para o desenvolvimento da comunidade”, explica Fernando Elias.

Ao transformar as escolas em centros de atividades lúdicas abertas à população, o programa foca na valorização desses espaços. Por meio de oficinas de comunicação, os estudantes estão trabalhando na produção de conteúdos que valorizem a história e cultura das localidades.


Educação ambiental e desenvolvimento tecnológico

Completam o leque de projetos que consolidam a presença da FCA no ecossistema da educação o Programa de Educação Ambiental – que inclui a produção de cartilhas e visita de estudantes de Goiana (PE) ao Polo Automotivo Jeep – e o recém-anunciado e.DO Learning Center, que prevê, em parceria com a Comau, a criação de um laboratório para o ensino de robótica para alunos dos ensinos Fundamental II e Médio do SESI-PE e de escolas públicas da cidade.

As primeiras aulas estão previstas para iniciar em novembro e contarão com a presença do robô educacional e.DO, formado por seis eixos articulados que interagem entre si. Cada unidade motorizada pode ser programada para que o robô manipule objetos, conforme a necessidade do operador, para o desempenho de alguma tarefa. Jonas Brito Feliciano é professor de Ciências Exatas e Robótica do SESI-PE e participou da capacitação de professores, que durou quatro dias. “Foi um momento de muito aprendizado e de atualização de conhecimentos”, conta. Para os jovens, Jonas acredita que será importante conhecer a aplicação da robótica. “É uma forma de os estudantes conhecerem as potencialidades dessa tecnologia e se prepararem para o mercado de trabalho”, completa.

A decisão de investir em iniciativas para a melhoria da qualidade do ensino público faz parte do compromisso social da FCA de colaborar com o desenvolvimento das comunidades nas quais está inserida. "A prosperidade de uma comunidade está intimamente relacionada ao grau de formação e educação de seus habitantes. Por isso, a relevância de contribuir com o fortalecimento da qualidade da educação nessas cidades", finaliza Fernando Elias.

Veja no infográfico abaixo como cada programa faz diferença em sua comunidade.

Infográfico: Educação que Transforma

Texto: Roberto Ângelo

Fotos: Divulgação

Infográfico: Fabricio Moura

Related Stories

A música como ferramenta de transformação social de toda uma comunidade

Read More

FCA dá importante passo para a promoção da igualdade de gênero

Consulte Mais Informação