Fatiana Ferreira with her dog on her Ram 2500

"A Ram 2500 é o maior símbolo de quem leva a vida no campo"


Grande, imponente e forte... muito forte. A marca Ram se destaca no meio rural e vira presença obrigatória nos rodeios e no agronegócio.

26 de agosto de 2020 - Peões valentes e talentosos, touros ariscos, arenas lotadas (ainda que virtualmente, nesses tempos de pandemia), a voz trovejante do locutor, adrenalina no ar... Os rodeios têm esses personagens cativos e tradicionais e há mais um elemento que está ganhando espaço cada vez maior neste cenário: a Ram.

Não é para menos: a marca possui forte identidade com o universo rural e apoia ações importantes como rodeios virtuais e lives de duplas sertanejas como Bruno e Marrone. Ela também terá presença destacada no evento online Barretos Pra Sempre, no Parque do Peão de Barretos (SP), nos dias 29 e 30 de agosto. Sem público nas arquibancadas (por causa da pandemia de Covid-19), o Barretos International Rodeo acontecerá em conjunto com a final da Confederação Nacional de RodeIo. O vencedor das montarias em touros sairá da arena com um presentão: nada menos que a nova Ram 2500 Laramie, a picape mais forte e sofisticada do Brasil, que fez sua primeira aparição no rodeio mais famoso do País em 2008. De lá para cá, a participação dela é tão aguardada quanto a dos próprios peões.

Reconhecida pela robustez, a picape Ram 2500 atrai uma legião de admiradores. É o caso de Almir Cambra, 46 anos, um dos mais famosos locutores de rodeio do Brasil. Embaixador da Ram desde 2007, Almir não sai de casa se não for a bordo da picape. “Nosso meio precisa muito de um modelo como a 2500”, diz. “Ela é funcional demais: puxa trailer, aguenta levar muita carga e presta assistência no campo, como os cuidados com o gado. É ideal para o homem do campo”, completa.


De Ribeirão Preto a Rondônia

Locutor de rodeio Almir Cambra e a Nova Ram 2500 LaramieAlmir Cambra ao lado da Nova Ram 2500 Laramie.

Almir foi convidado para ser garoto-propaganda da Ram há 13 anos, por causa da sua atividade profissional, paixão iniciada na juventude. Ele começou a narrar rodeios universitários em 1990 e, em 1995, teve a oportunidade de mostrar seu talento em Barretos (SP), onde acontece um dos rodeios mais festejados do mundo.

“Nunca mais deixei essa vida”, diz Almir, que comemora três décadas de carreira. Atualmente, ele faz entre 55 e 60 eventos por ano. A rotina é cansativa: sai de Garça (SP), onde mora, e roda até o local do rodeio, geralmente em municípios dos estados do Paraná, São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia e Goiás. “Certa vez, saí de Ribeirão Preto e fui até Rondônia, passando por Goiás e Mato Grosso do Sul. Andei 2.500 km em 26 horas, levando na Ram quatro funcionários e nossas bagagens. Depois de encarar estradas de asfalto, terra e buraco, a picape chegou inteira”, relembra.

Os rodeios ocorrem nas noites de quinta-feira a domingo e Almir chega a atender até três cidades no mesmo fim de semana, rasgando as estradas com sua Ram 2500 ano 2018, que está com 77 mil quilômetros rodados. Durante a pandemia, o locutor soltou a voz na ação Estrelas da Arena, uma série de rodeios virtuais com transmissão ao vivo. Cada evento contou com o envolvimento presencial de apenas 35 pessoas – todas tomando os cuidados necessários exigidos pelo isolamento – e Almir fez a locução em cima da caçamba da Ram 2500 Laramie.

O laço entre a picape e Almir é tão forte que, no ano passado, a convite da marca, ele gravou um vídeo mostrando alguns dos diferenciais da nova Ram 2500, como o motor Cummins, a central multimídia UConnect de 12 polegadas e o monitoramento de pressão dos pneus. Vale assistir:


De fato, a nova Laramie é um exemplo de força bruta. A picape é equipada com motor 6.7 de 365 cv de potência e câmbio automático de seis marchas. Gigante, mede 6,07 metros de comprimento, 2,21 m de largura, 2,04 m de altura e 3,78 m de distância entre-eixos, dimensões que garantem conforto de sobra para cinco pessoas. A caçamba pode transportar 1.088 kg e a capacidade de reboque é de nada menos que 7.861 kg.


Força para rebocar trailer com três cavalos

Fatiana Ferreira com sua Ram 2500 ano 2018Fatiana Ferreira e sua Ram 2500 2018 puxando trailer de 6.800 kg com folga.

A força para rebocar quase oito toneladas foi uma das qualidades da Ram que chamou atenção da zootecnista Fatiana Ferreira, de 36 anos. Ela (na foto ao lado e na de capa) sempre foi apaixonada por picapes, mas viu na Ram 2500 Laramie o modelo ideal para levar seu enorme trailer que transporta três cavalos para as competições da Associação Nacional dos Três Tambores (ANTT) e ainda lhe serve como apartamento durante as viagens. Ou seja, são 6.800 kg puxados pela Ram sem que ela esmoreça.

“A Ram é, ao mesmo tempo, rústica e elegante. O motor potente responde com total eficiência e faz o veículo suprir todas as minhas necessidades”, diz. Fatiana comprou sua primeira 2500 em 2012 depois de um episódio negativo com uma picape de outra marca: “parei no semáforo vermelho no topo de uma ladeira. Na hora da saída, o veículo não conseguiu subir e o câmbio quebrou. Precisei chamar o guincho”. A partir disso, jamais teve outro modelo. “É preciso sentir muita segurança para levar carga viva e a Ram jamais me deixou na mão.”

Fatiana mora em uma fazenda em São José do Rio Preto (SP), mas nos fins de semana está na estrada com sua Ram 2500 2018 para disputar as provas dos três tambores. “Rodo o Brasil inteiro para competir. O calendário da ANTT é nacional e tem 15 etapas, que fazem parte da programação dos principais rodeios do País”, explica.

Competidora de ponta, Fatiana é tetracampeã nacional na categoria em que é preciso percorrer os três tambores – dispostos em forma de triângulo – no menor tempo possível. Aos 13 anos, ela praticava balé, tocava piano e adorava montar a cavalo. Porém, ao assistir a uma prova de três tambores na Festa do Peão de Barretos, apaixonou-se pela modalidade e fez um acordo com a mãe: quando completou 15 anos, trocou a festa de debutante pelos primeiros animais para participar das competições.

Fatiana sabe que um dos principais aliados para seu bom desempenho nas provas é a Ram. Afinal, apesar das longas viagens, ela chega descansada e pronta para disputar as eliminatórias. “A Ram parece um automóvel de passeio, de tão confortável. Mesmo eu medindo só 1,60 m, encontro facilmente a melhor posição de dirigir, graças aos ajustes do banco. Não tem jeito, a picape faz parte da minha vida”, celebra.


Patrocínio aos peões brasileiros

Pedro Radade com sua Nova Ram 2500 LaramiePedro Radade com sua Nova Ram 2500 Laramie, recém-comprada.

Se você acompanha os rodeios, certamente verá muitos peões usando camisas, calças, jaquetas e botas da grife Radade. A marca country existe há 26 anos e patrocina cerca de 30 peões brasileiros, que compõem a equipe Radade Ram Rodeo Team. O proprietário é Pedro Radade, que tem duas carretas usadas como lojas itinerantes e sempre estacionadas em pontos estratégicos nas praças de rodeios ou em feiras voltadas ao agronegócio. “Percebi que os rodeios não tinham qualquer ligação com a moda. Então, comecei a fabricar roupas copiando o estilo caubói dos americanos. Deu certo”, conta.

Pedro não viaja dentro das carretas, porque faz questão de dirigir sua Nova Ram 2500 Laramie 2500, que comprou há três meses. Ele mantém uma forte parceria com a marca, que empresta o nome aos seus itens. “Associar o nome Ram à Radade fortalece ainda mais meus negócios”, diz. Dono de fazenda em Nova Esperança (PR), o empresário usa a 2500 no dia a dia e também para carregar a caçamba com sua produção de laranjas.

“Há quatro anos comprei minha primeira Ram e depois dela já tive outras duas. Ela é bonita, potente e une o útil ao agradável, pois consegue levar peso sem comprometer o conforto dos passageiros”, define.

Segundo Pedro, a Ram é presença obrigatória nos rodeios, não apenas do Brasil. Acostumado a visitar grandes eventos dos Estados Unidos e do Canadá, ele conta que a imponente picape sempre está lá. “A imagem da Ram é forte nos principais rodeios do mundo”, testemunha.


Identificação com o movimento sertanejo

César Menotti ao lado de sua Ram 2500 Laramie Night EditionPara César Menotti, a Ram 2500 é o maior símbolo de quem vive no campo.

A exemplo de Radade, o cantor brasileiro César Menotti, da dupla com Fabiano, sempre teve picapes e, há um mês, comprou uma Nova Ram 2500 Laramie Night Edition. A seu ver, trata-se do veículo que mais se identifica com o movimento sertanejo. “As caminhonetes têm uma grande ligação com o meio rural. A Ram é a picape mais top do Brasil, é o maior símbolo de quem leva a vida no campo”, salienta.

Para César, os principais atributos da Ram são a força proporcionada pelo conjunto mecânico e a segurança de dirigir uma picape bem alta. “Me apaixonei pela estética da Nova 2500 Laramie. Ela é mais delicada nos detalhes e esbanja luxo na parte interna”, afirma.

O cantor mora em Belo Horizonte (MG) e utiliza a picape mais dentro da cidade do que nas estradas, embora goste de viajar. “Não costumo carregar a caçamba dela. Na verdade, a carga mais pesada que ela leva sou eu mesmo”, brinca.

Feliz com a alta satisfação de tantos proprietários, o gerente de Marketing de Produto da Ram, Juliano Machado, comemora o sucesso da picape em um ano tão atípico. “A Ram nasceu para levar segurança e inovação aos clientes. Com o tempo, tornou-se parceira do agronegócio e segue revolucionando o mercado”, destaca. “Apesar do ano difícil, lançamos a série especial 2500 Night Edition e reforçamos nossa presença em lives de rodeios, shows sertanejos e desenvolvimento de webséries que falam a língua do Brasil”, conta.


Texto: Mário Sérgio Venditti

Fotos: Divulgação / Acervos pessoais

Related Stories

"Ram é mais do que uma marca, é um núcleo familiar"

Read More

Totalmente renovada, Nova Ram 700 chegou para conquistar a América Latina

Read More